7 dicas IN para se tornar mais confiante.

indog workshops

Auto confiança é uma característica primordial para todos que querem trabalhar com comportamento canino e adestramento, por isso, considerando a introdução que apresentamos no artigo anterior, seguem aqui 7 dicas IN pra você melhorar sua auto confiança e ter mais sucesso como profissional. 

1. Estude. Saiba o que você está fazendo, um estado emocional confiante está apoiado na certeza e convicção do que vai acontecer. Estudar vai embasar seus argumentos e suas abordagens diante do cliente. O conhecimento agregado que você carrega vai nortear seu caminho na resolução dos problemas caninos daquele contexto familiar. Por isso dedique-se a construir um base sólida de conhecimento. Este é o primeiro ponto para elevar sua confiança. 

2. Respire fundo algumas vezes. Respirar é a maneira que temos de organizar nossos pensamentos pelo processo fisiológico de oxigenação do cérebro. Parar para respirar cria pausas entre palavras, e faz com que você pense, avalie e se concentre antes de dar o próximo passo. 

3. Fale devagar. Treine em casa. Fale coisas sobre cães, ou sobre outros assuntos de forma geral, devagar. Escolha uma tema e então explique esse tema seguindo a estrutura de começo, meio e fim. 

4. Seja claro e objetivo. Assim que você praticar o exercício anterior, escreva aquilo que você falou, pausadamente, e faça um brincadeira de palavras, substituindo e resumindo o conteúdo, deixando o mesmo mais objetivo. Observe se o conteúdo permanece com o mesmo sentido e com mais clareza, se não, repita o exercício até conseguir encaixar bem suas ideias de maneira objetiva e clara.

5. Inspire-se diariamente. Use alguns momentos de entretenimento para se inspirar com coisas positivas, ouça músicas que te animam, assista filmes ou conteúdos que agregam valor a sua vida e leia bons livros. Momentos de entretenimento podem trazer novas informações ou idéias que fazem de você uma pessoa com mais capacidade analítica e com um diálogo mais rico.

6. Pense positivo. Exercite sempre programar seu cérebro para positividade, evite usar sentenças negativas como, "vai ser difícil", "eu não consigo", "eu não sei o que fazer". Se coloque na posição de realizador, errar faz parte do jogo e é assim que aprendemos, quando não souber o que fazer, só pare pense e respire, e sua mente vai clarear.

7. Escreva suas qualidades. Anote num papel suas qualidades, e como cada uma delas melhora, ou poderia melhorar questões ou situações de sua vida pessoal e profissional. Geralmente tendemos à focar apenas naquilo que não temos, mesmo no sentido de características e habilidades pessoais, por isso, fazer esse exercício traz à tona o que você tem de melhor. Quando realizamos essa prática, geralmente nos surpreendemos com a realização do que já temos, e essa surpresa nos motiva a aplica-las em aspectos diários de nossas vidas, além de trazer mais confiança para aprender e aprimorar novas habilidades. 

Trabalhar em você, todos os dias, é investir na construção de um ser humano melhor, mais habilidoso e mais capaz de ajudar famílias e seus cães no caminho do relacionamento ideal. 

Se você já passou por esse processo, ou teve alguma experiência que te fez avaliar e trabalhar sua auto confiança, conta pra gente aqui nos comentários. 

Comment

Roberto Medeiros

O Roberto é de humanas.

Apaixonado por conhecimento, analítico e com habilidade para transmitir o aprendizado, sempre busca formas de simplificar o complexo e facilitar o aprendizado dos demais, adaptando o seu ensino a realidade de todas as pessoas.

Profissional da área de Treinamento e Desenvolvimento, treinava e capacitava pessoas para assumir novos cargos em uma multinacional. Dentro da mesma companhia gerenciou equipe e contribuiu no desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais no processo de formação de novos líderes, através da construção e aplicação de treinamento específico, focado na expansão do conhecimento, desenvolvimento de habilidades e mudança de atitude de cada colaborador.

Em 2013 começou um novo capítulo em sua história ao adotar Melbee, uma cadela SRD, em péssimas condições, que além de problemas de saúde, tinha traumas, problemas de confiança que a impediam de ser um cachorro normal, comer, andar, se adaptar a rotina da casa e ser feliz. Determinado a entender e ajudar a Melbee, mergulhou no que seria a sua nova paixão e força motriz: o comportamento canino.

Desde então tem dedicado sua vida ao estudo constante e ao treinamento de pessoas e cães, através do Matilhando, o projeto de psicologia canina que desenhou com o apoio de sua esposa, Erika, após estudar com Adriana Barnes em uma passagem da adestradora internacional pelo Brasil (equipe Cesar Millan – O Encantador de Cães).

Focado em facilitar a comunicação entre humanos e cães através do ensino, reestruturação de rotina e abordagens práticas, Roberto acumula cases de sucesso de reabilitação de cães com históricos complexos e modelagem comportamental de cães em casos mais específicos.

Em 2015 desenhou o programa Matilhando Puppy Class, um projeto exclusivo de educação bilateral, incluindo cães filhotes e seus donos. Junto com sua equipe tem construído uma comunidade de cachorrinhos bem preparados para o convívio doméstico, socializados e equilibrados, com famílias orientadas e treinadas.

Em 2016, Roberto transformou os desafios e resultados de sua trajetória como dono de cão e como terapeuta canino em um workshop intitulado “Como Criar Um Cão Feliz”, na ocasião atuava também de forma voluntária em apoio à ONG Hopet e aplicou, primeiramente, o conteúdo para os voluntários da ong num encontro em sua própria casa.

“Como Criar um Cão Feliz” tornou-se um divisor de águas na vida de quem busca um maior entendimento de seus animais, e foi aplicando o workshop que um novo cenário se desenhou, quando Roberto se viu diante de profissionais de várias regiões de São Paulo e do Brasil em suas turmas.

Identificou questões unânimes e dificuldades similares entre os colegas, e desde então tem contribuído em sua comunidade como um mentor, atuando na dificuldade de cada profissional/equipe através de aulas particulares e consultorias, ajudando pessoas a expandirem conhecimento, desenvolverem habilidades e solucionarem problemas.

Em 2018, em parceria com a Raquel, do Educação Canina, uniu forças para dar nome e corpo ao projeto IN.Dog, e traz sua trajetória, cases e suas competências curriculares para um projeto único de desenvolvimento pessoal e profissional de pessoas que trabalham com cães.

Roberto foi colunista do portal Tudo Sobre Cachorros, do blog It Pet, do blog Fareja Pet, e seus artigos assinados já alcançaram milhares de pessoas.

Atualmente é Analista Comportamental (Especialização em análise de comportamento), Terapeuta Canino (análise, diagnóstico e abordagens para modelagem comportamental), estudante do CCVL Academia (Psicologia Canina), membro certificado do IACP (International Association Canine Professionals), Empreendedor e dono de 4 cães.

Roberto é engajado em ações sociais humanitárias, entusiasta do trabalho voluntário e acredita que ações de direitos básicos, conexão entre as pessoas, educação e capacitação garantem a dignidade humana e são uma forma de empoderamento.

Divide o seu tempo entre o trabalho, seus cães, sua família, ações sociais e ideias sobre o mudar o mundo - a começar por sua esfera individual.